Macau, a cidade da Ásia que parece Portugal

Aproveitei que estava em Hong Kong e fiz um bate e volta à Macau, outra região administrativa especial da China (assim como HK), onde brasileiros não precisam de visto. Existem ferries (barcos tipo balsas) que conectam HK e Macau, além de ser possível também ir via terrestre, porém ai você precisa de visto para entrar na China, uma vez que o caminho passa por lá. Bom, como não tinha nem visto e nem muito tempo, fui de ferry. Infelizmente custou muito mais caro do que eu queria ter pago (no final custou 50 dólares! ida e volta). Vale a pena tentar comprar no dia anterior ou online, pois quando cheguei os próximos horários estavam esgotados e teria que esperar umas 2 horas. Mas logo em frente aos guichês tinham cambistas vendendo os tickets (ou seja, eles compram vários e ai os lugares para o horário mais próximo esgotam e você é obrigado a comprar com eles! fiquei com muita raiva!).  Acabei pagando pois  pensei, ah sabe Deus se algum dia na vida terei outra oportunidade de ir à Macau e lá se foram 50 doletas hahha

A viagem é super tranquila e em 1 hora estava desembarcando em Macau. Passei pela imigração, não perguntam nada, nem precisa preencher nenhum papel ou algo assim, super tranquilo. Saindo de lá passei no centro de informações ao turista, que disponibiliza diferentes mapas com diferentes roteiros, escolhi o roteiro “histórico” e peguei o ônibus para o centro da cidade. Vale dizer que apesar deles usaram a moeda própria deles, é possível pagar tudo em Hong Kong dollar.

Logo de cara vi que iria gostar, pois esta conseguindo ler todas as placas da cidade hahah pois esta tudo em português e chinês! Macau, assim como o Brasil foi colônia portuguese. No caso de Macau isso durou bastante, desde o século 16 até 1999! Infelizmente o povo não fala português mas devido ao acordo entre eles fizeram quando Portugal devolveu Macau à China, mas mesmo assim só de poder entender todas as placas e sinais já foi super legal.

Fora isso os prédios históricos, as calçadas, fachadas de prédios, tudo lembra Portugal e que consequentemente lembra o Brasil. Ao mesmo tempo a cultura chinesa esta por todo lado. Ao mesmo tempo que você encontra pastelzinho de Belém (versão Macaense) você também encontra um bife defumado típico chinês (que não tive coragem de provar) por todo lado. Esse mistura é engraçada!

Dentro do barco indo à Macau

Dentro do barco indo à Macau

Os pastéis de Macau

Os pastéis de Macau

A pastelaria do Sr Xin Xon hahah

A pastelaria do Sr Choi!

SAMSUNG CSC

O tal do “bife defumado”

Fora todos esses aspectos, existe ainda o fato de Macau ser a “Las Vegas” da Ásia, com inúmeros casinos espalhados pela cidade e diversas filiais dos casinos e hotéis de Las Vegas também estão por lá. Existe um investimento pesado nesta área e a maioria dos turistas vão à Macau por conta disso. Entrei para ver como era um dos casinos e é bem diferente dos de Las Vegas, a maioria um povo mais velho. Sei lá, eu não gosto de Casino então pra mim tanto faz.

Como fui num sábado (16/08) estava extremamente lotado e muito calor! Fora que a maioria do povo e turistas são chineses e digamos que eles não são os mais educados deste mundo né. Empurram, falam muito alto, etc. Então por vezes, só queria entrar em algum lugar para conseguir fugir da multidão e do calor.

Quem diria que um prédio desses esta na Ásia?

Quem diria que um prédio desses esta na Ásia?

Rua principal do centrinho de Macau

Rua principal do centrinho de Macau

O momento ápice foi quando estava indo até o principal ponto turístico da cidade (uma igreja que irei colocar a foto) quando derreteste encontrei um restaurante brasileiro! Já faz quase um ano que sai do Brasil e desde então nunca tinjo ido a um restaurante brasileiro, pois nem faço muita questão. Mas este era bem pequeno e servia comida caseira. Acabei comendo arroz, feijão preto, farofa, e bife. Tudo bem gostoso e custou cerca de 10 dólares, o que é meio caro para uma refeição (para o meu orçamento), mas aproveitei mesmo assim.

O restaurante!

O restaurante!

Meu pf! :)

Meu pf! 🙂

SAMSUNG CSC

Essas são as ruínas da Igreja de São Paulo, que sofreu um incêndio em 1835. A igreja foi construída em 1595 pelos Portugueses.

 

SAMSUNG CSC

Depois de andar até não aguentar mais 🙂 peguei o ônibus para ir ao pier esperar a hora da minha ferry de volta à HK. Queria ter ido conhecer o Venetian um dos noteis/casinos de Las Vegas, que também têm em Macau, e é uma mini Veneza, além de ter shopping, casino, etc. Porém não ia dar.

SAMSUNG CSC

Hotel Grand Lisboa. Um dos prédios que achei mais impressionante.

SAMSUNG CSC

Mais casinos

SAMSUNG CSC

O mais famoso é este, o Casino Lisboa, que foi o primeiro casino de Macau.

SAMSUNG CSC

Peguei essa jornalista no “truque” pra ficar mais alta! ahahha

Achei legal ir a Macau mais pela mistura louca que é, este passado tão recente português, estes empreendimentos à la Las Vegas, além da cultura chinesa que esta enraizada por lá 🙂

Cheers,

F. ❤